A Google liberou uma atualização para o Google Chrome corrigindo vulnerabilidades do navegador, três delas consideradas de nível crítico, segundo o índice de classificação de ameaças da companhia.

O novo Chrome 5.0.375.125 corrigiu, também, outras duas falhas, uma média e outra baixa. Conforme a prática habitual, os detalhes técnicos não foram divulgados, para impedir que hackers se aproveitem das informações antes que mais usuários atualizem para a nova versão.

A Secunia, empresa dinamarquesa que rastreia vulnerabilidades, considerou a atualização como “altamente crítica” segundo seu próprio ranking.

Além disso, outra novidade é a inclusão de “soluções” para problemas críticos, não no código do navegador, mas em componentes externos ou de software, segundo informou o integrante da equipe do Chrome, Jason Kersey, em um post no blog oficial.

Detalhes das discussões entre os desenvolvedores do Chrome que trabalharam nas soluções para os problemas do Windows também não estão disponíveis ao público. Não é possível afirmar que a referência de Kersey foram para bugs já corrigidos pela Microsoft, que só este ano já corrigiu três erros no kernel – ou em outra falha ainda não divulgada.

A fabricante do Windows não comentou o caso até a última terça-feira (27/7).

Terceiro navegador mais popular do mundo, de acordo com os números mais recentes da Net Applications, empresa de medição da web, o Chrome representa 7,2% do mercado.

Atualmente, pode ser baixado para Windows, Mac e Linux no site da companhia.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/internet/2010/07/28/atualizacao-do-chrome-corrige-cinco-falhas-no-navegador-tres-criticas/