Após a Apple banir  o desenvolvedor Thuat Nguyen do círculo da App Store, que teria realizou a compra fraudulenta de um programa a partir de 400 contas de usuários, o blog Engadget recebeu uma resposta da companhia de Steve Jobs sobre o caso, comunicado que foi depois repassado a outros veículos de comunicação

A resposta da Apple não vai muito além de admitir que a App Store foi invadida. No entanto, o fato de o texto incluir uma advertência sobre roubo de cartão de crédito e uso fraudulento de conta do iTunes deixa claro que o problema é sério. E pelo que pode ser visto em blogs, não é novo.

Segue abaixo a resposta da empresa:

“O desenvolvedor Thuat Nguyen e seus apps foram removidos da App Store por violar o termo de uso do programa de desenvolvedores (Program License Agreement), incluindo padrões de compra fraudulentos.

Os desenvolvedores não recebem qualquer dado confidencial do usuário do iTunes quando um aplicativo é baixado.

Se a senha do seu cartão de crédito ou do iTunes for roubada e utilizada no iTunes, nós recomendamos que você contate o seu banco ou administradora do seu cartão e solicite o cancelamento do mesmo e o reembolso de qualquer transação não-autorizada.

Também recomendamos que altere imediatamente a senha da sua conta no iTunes. Para mais informações sobre os cuidados para a segurança da sua senha, visite http://www.apple.com/br/support/itunes.”

Vale a pena notar que, apesar de contas comprometidas da iTunes Store serem um problema sério, esse não é um fenômeno novo. O site MacRumors afirma que há anos possui um tópico regular sobre contas roubadas, e não é preciso uma grande mexida nas vendas para subir nos rankings da categoria Books da App Store, que registra tráfego relativamente baixo (especialmente com a nova e official iBookstore, da Apple).

Apesar de ser legal ver a Apple reconhecer o problema, ainda não está claro como Nguyen conseguiu brincar com o sistema de tal maneira no último final de semana. Seriam os “padrões de compra fraudulentos” uma maneira caprichosa de dizer que o desenvolvedor hackeou as contas de usuários para aumentar suas próprias vendas, ou ele conseguiu achar um buraco na segurança da App Store e hackear a própria loja virtual?

Enquanto aguardamos mais desenvolvimentos e possíveis respostas para essa história, agora talvez seja um bom momento para checar possíveis cobranças suspeitas na sua conta do iTunes.

Saiba como Como manter sua conta na loja online da Apple segura em http://bit.ly/c3X0gQ.