Déficit de profissionais, no entanto, deixará 75% das vagas desocupadas

bigAs áreas relacionadas à Tecnologia da Informação crescem vertiginosamente no mundo todo e criarão 4,4 milhões de empregos até 2015, segundo estimativa de Donald Feinberg, analista do instituto de pesquisas Gartner, em palestra no Ciab.

A maior parte das vagas, claro, será oferecida para profissionais aptos a trabalhar com Big Data, considerado por alguns o petróleo do futuro. A função trata de analisar dados desestruturados voltados a análises relevantes para vários setores da sociedade.

Apesar da grande oferta de trabalho, o analista prevê que apenas um terço das vagas será preenchida por causa da falta de mão de obra especializada. “O sistema educacional de todo o mundo tem falhado em formar profissionais capazes de trabalhar e desenvolver esses novos serviços requisitados pelas empresas”, contextualiza.

No Brasil, a carência também é significativa. As áreas de Tecnologia, Infomação e Comunicação terão déficit de 117,5 mil profissionais em 2015, segundo a Cisco, três vezes mais que o registrado em 2011. No caso brasileiro, os segmentos mais promissores na área são os de redes e conectividade.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/negocios/digital_news/noticias/area-de-ti-vai-criar-4,4-milhoes-de-empregos-ate-2015,-preve-gartner