Apesar dos problemas recentes com a antena do iPhone 4, a Apple tem motivos de sobra para comemorar. O ano fiscal tem sido muito bom para a companhia, já que pela segunda vez neste período a empresa atingiu o melhor resultado financeiro de sua história.

Segundo os números divulgados hoje, 20/7, as receitas totais da companhia foram de 15,7 bilhões de dólares no terceiro trimestre fiscal (Q3) deste ano, que acabou no último dia 26/6. Número um pouco acima do antigo recorde de 15,68 bilhões de dólares, registrado no primeiro trimestre fiscal de 2010. Além disso, os números da empresa apontam lucro líquido de 3,25 bilhões de dólares neste terceiro trimestre, ou 3,51 dólares por ação.

O recorde de receita de 15,7 bilhões anunciado hoje é muito 61% aos 9,73 bilhões de dólares registrados no Q3 do ano passado. “Foi um trimestre fenomenal que superou nossas expectativas, incluindo o lançamento mais bem-sucedido da história da Apple com o iPhone 4”, disse o CEO da Apple, Steve Jobs. Segundo o próprio Jobs, foram comercializadas cerca de 3 milhões de unidades nas três primeiras semanas de venda do novo iPhone, lançado em 24/6 em cinco países, incluindo os EUA.

Outro recorde atingido pela Apple neste Q3 foi a comercialização de 3,47 milhões de unidades de Macs em um trimestre, um aumento de 33% em relação ao mesmo período do último ano. Os iPhones também apresentaram crescimento em relação ao ano passado, de 61%, com suas 8,4 milhões de unidades comercializadas no terceiro trimestre fiscal de 2010 – já inclusas mais 1,7 milhões de unidades do iPhone 4.

Mesmo com 9,41 milhões de unidades vendidas, os iPods registraram uma queda de 8% no período. O estreante iPad, lançado em 2/4 e disponível em 10 países atualmente, registrou uma impressionante marca de 3,27 milhões de unidades comercializadas no trimestre, gerando uma receita de 2,17 bilhões de dólares.

Para se ter uma ideia de quanto esses números representam neste recorde, o iPhone liderou com 34% de participação nas vendas do trimestre fiscal, seguido pelo Mac com 28%, pelo recém-chegado iPad e seus 14% e pelo pioneiro iPod, com 10%.

Além disso, com cerca de 300 Apple Stores no mundo, a participação internacional na receita total foi de 52%.

E as previsões para o próximo trimestre não poderiam ser mais otimistas. “Olhando a frente para o quarto trimestres fiscal de 2010, esperamos uma receita de cerca de 18 bilhões de dólares e ganhos diluídos por ação em torno de 3,44 dólares”, explica o CFO da Apple, Peter Oppenheimer.

Fonte: http://macworldbrasil.uol.com.br/noticias/2010/07/20/apple-registra-melhor-resultado-financeiro-de-sua-historia/