Após anos insistindo que seu Mac OS X era mais seguro que o Windows, a Apple reconheceu na terça-feira (24/05) que seu sistema também pode ser atingido por problemas de segurança. A empresa postou um artigo de apoio em seu site sobre como evitar ou remover o MacDefender, software falso de segurança que tenta convencer os usuários a pagar até US$ 80 para remover um malware que não está presente em seus computadores.

A empresa também anunciou que pretende emitir em breve uma atualização que automaticamente irá encontrar e remover componentes de software não contagiosos que o MacDefender e suas variantes depositam nos Macs afetados, tais como pseudônimos na pasta Login Items.

Ao fazer isso, a Apple abandona a sua prática anterior de minimizar os problemas de segurança, uma tendência exemplificada pela decisão da empresa de remover uma página de apoio defendendo o uso de software de antivírus no final de 2008.

As empresas de software de segurança que já previam mais malwares para o Mac, disseram que o reconhecimento da necessidade de um antivírus, embora breve, é a confirmação de suas alegações.

Fonte: http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=78253