A Apple disse que vai pagar Grant Thompson, um jovem de 14 anos, por descobrir um bug no Face Time que permitia ouvir a pessoa do outro lado da ligação antes mesmo da chamada ser aceita.

Enquanto organizava uma chamada em grupo com os amigos para jogar Fortnite, o estudante do ensino médio descobriu o defeito no aplicativo. Depois da descoberta, há duas semanas, a mãe do garoto, Michele Thompson tentou entrar em contato, tanto por e-mail, quanto pelas redes sociais, com a Apple para alertar sobre o problema, sem sucesso.

Foi apenas há uma semana, depois que a notícia do defeito já tinha se espalhado pela internet e a função de chamada em grupo do FaceTime havia sido desabilitada, que a empresa respondeu sua tentativa de contato.

A Apple emitiu um reparo para o bug do FaceTime na última quinta-feira (07/12) em sua atualização de segurança do IOS 12.1.4. O crédito foi dado a Thompson, junto com um outro indivíduo identificado como Daven Morris, morador de uma cidade no Texas. De acordo com a Reuters, a empresa confirmou que possui planos de recompensar a família do jovem e prover um presente adicional para a educação do adolescente.

Detalhes do pagamento não foram liberados, porém a Apple oferece até U$200 mil dólares para pessoas iguais a Thompson, como parte do seu programa de recompensa aos descobridores de bugs.

A companhia lançou a iniciativa em 2016 e convidou uma série de pesquisadores de segurança para participar. Luca Todesco – um garoto de 19 anos, conhecido como a primeira pessoa a conseguir fazer com que o Iphone 7 executasse aplicativos não autorizados – aparentemente foi um dos que recebeu a recompensa.

Mais cedo, nesse mesmo ano, o Facebook pagou U$ 10 mil em recompensa para uma criança finlandesa de 10 anos, que descobriu um jeito de deletar comentários de outros usuários dos servidores do Instagram.

Fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/apple-pode-pagar-ate-us-200-mil-a-jovem-que-descobriu-bug-em-chamadas-de-grupo-no-facetime/82605