Os telefones, um dia, já serviram para fazer ligações. Hoje, as outras várias funções para o dispositivo quase superam o seu objetivo inicial. Diariamente, os dados que passam pelo aparelho podem mostrar com quem você falou, quais ligações deixou de atender, conseguem informar onde você esteve e até quais e-mails recebeu. Ao identificar os aplicativos baixados, dá para ter uma ideia até mesmo do seu perfil, gostos e assuntos de interesse. E é com base nesse volume de informações que um app promete controlar a diabetes, principalmente em pacientes que descuidam do tratamento.

O Ginger.io é um software desenvolvido para dispositivos móveis que analisa os vários dados recebidos e enviados pelo seu smartphone para acompanhar seus hábitos diários. O sistema possui um banco de dados contendo o mapeamento de 320 mil horas de uso do celular por diversas pessoas, e com base nessa análise, ele compara o seu comportamento com os de quem sofre dos mesmos problemas de saúde.

Karan Singh, uma das responsáveis pelo Ginger, disse, em entrevista para o site Fast Coexist, que “depois de vasculhar a literatura médica, percebemos uma relação direta entre humor e diabetes. Essas pessoas podem apresentar quadros de stress e ansiedade, que influenciam diretamente no comportamento delas”.

Quando o Ginger.io percebe algum comportamento anormal, um alerta é enviado para as pessoas cadastradas no sistema – pode ser o seu médico ou a sua mãe, por exemplo. “A ideia é promover um suporte psicossocial. Isso pode ajudar o usuário a se manter na linha e não fugir do tratamento”, completa Madan.

O projeto vem conquistando o apoio da comunidade científica. Recentemente, o Ginger.io foi ganhador de um concurso e recebeu US$ 100 mil (cerca de R$ 175 mil) para que seus responsáveis pudessem desenvolvê-lo e disponibilizá-lo para o público em geral. No ano que vem, a equipe testará o serviço com doentes para avaliar se os alertas estão, realmente, fazendo com que as pessoas pensem nas suas ações e cuidem melhor de si mesmas. Você já pode se cadastrar para ser comunicado, em primeira mão, quando o serviço se tornar disponível.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/aplicativo-para-smartphone-detecta-quando-voce-esta-doente