O grupos de hackativistas Anonymous afirmou ao site americano CNET que a ameaça de ataques marcados para este sábado para derrubar o Facebook foi o trabalho de um membro não autorizado e não uma ameaça legítima. Os hackers afirmaram ao site que não faz sentido derrubar um site que eles usam para divulgar sua mensagem.

Em comunicado, o Anonymous afirma que um americano de Ohio tentou tomar para si uma “imaginária opfacebook”. “Apesar de afirmarmos várias vezes que não suportamos essa operação, ele continuou empurrando sua agenda para o Lulz (outro grupos hacker)”, afirmou o Anonymous.

O grupo divulgou ainda o endereço, telefone e outras informações sobre o membro que marcou a operação para derrubada do Facebook. “Se você é contra a forma como nos comunicamos no Facebook, Twitter, e anonops, por exemplo, então você é contra o Anonymous e se tornou nosso inimigo, já que você está tentando atrapalhar o nosso movimento”, diz a declaração.

A ameaça de ataque ao Facebook surgiu no início de agosto, através da publicação de um vídeo prometendo “aniquilar” o Facebook no dia 5 de novembro. O argumento para o ataque era simples: a rede social criada por Mark Zuckerberg “viola a privacidade” de seus usuários.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI5455721-EI12884,00.html