Pesquisadores da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, criaram um mecanismo robótico que faz com que uma câmera possa se mover sobre seu eixo com velocidade angular muito grande. Trocando em miúdos: o olho-robô “gira na órbita” mais rápido do que o olho humano.

O grupo de pesquisadores liderados pelo Dr. Heinz Ulbrich, do Instituto de Mecânica Aplicada da universidade, desenvolveu uma câmera controlada por um mecanismo que pretende simular, e até ultrapassar, a velocidade de busca de imagem do olhar humano.

O dispositivo funciona com piezo-atuadores com 3 graus de movimento e possui velocidades superiores a 2500 graus por segundo. Para se ter uma ideia, o olho humano se move com velocidade média de 500 graus por segundo. Um vídeo exibindo o funcionamento da câmera está disponível no YouTube, pela URL tiny.cc/81s36. Seus movimentos começam devagar, mas, aproximadamente na metade do vídeo, eles começam a ficar incrivelmente rápidos.

O site Dvice destaca que a tecnologia pode ter implicações muito importantes. Se ela foi adaptada a sistemas de rastreamento do olhar, por exemplo, poderia gravar praticamente tudo o que uma pessoa vê.

De acordo com o site IEEE Spectrum, este tipo de aplicação pode ser muito útil em áreas da psicologia, por exemplo, já que fatores como o que uma pessoa olha, em que detalhe ela coloca sua atenção e por quanto tempo, podem ser muito importantes para definir alguns padrões de compor tamento do cérebro.

Outra aplicação, um tanto mais bacana, para o dispositivo seria em olhos de robôs humanóides. Atualmente, a maioria das câmeras utilizadas para este fim são estáticas ou com movimentos mais lentos. Os pesquisadores de Munique já estão trabalhando no desenvolvimento destes robôs com movimentos oculares tão velozes e precisos quanto os humanos.

Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI4773107-EI12882,00-Alemaes+desenvolvem+camera+mais+rapida+que+olho+humano.html