Acionistas da Microsoft saíram da reunião anual da empresa na terça-feira (15) incomodados pois não conseguiram fazer mais perguntas no encontro que reuniu o presidente Bill Gates e o presidente-executivo, Steve Ballmer.

Na única vez em que se pronunciou, Gates defendeu a acumulação de dinheiro na folha de balanço da Microsoft, agora totalizando em mais de US$ 57 bilhões. “Você precisa reter dinheiro o suficiente para que a empresa seja capaz de assumir grandes riscos”, disse Gates.

O cofundador da empresa ainda acrescentou que a oportunidade de a Microsoft ser a melhor empresa de software do mundo “é mais forte hoje do que jamais foi”. A reunião anual da Microsoft é a única oportunidade que os acionistas têm para expressar suas preocupações diretamente para Gates, que se aposentou como funcionário do dia a dia em 2008.

Apesar de a Microsoft ter registrado lucro recorde de US$ 23,1 bilhões no último ano fiscal, muitos acionistas estão preocupados com o preço das ações, que estão presas na faixa de US$ 20 a US$ 30 há mais de uma década. Os acionistas também mostraram preocupação com a perda de terreno da empresa para rivais como Apple e Google.

No encontro, Ballmer expôs seu plano de colocar o Windows na linha de frente nas tentativas da empresa de entrar em novas formas de computação, como os tablets. Ele também destacou que o console Xbox é um dispositivo que mudou o consumo de jogos

Bill Gates participou de encontro anual da Microsoft no estado de Washington (Foto: Anthony Bolante/Reuters)

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/11/acionistas-se-reunem-em-encontro-anual-da-microsoft-com-bill-gates.html