A tecnologia móvel de quarta geração, também conhecida por Long Term Evolution (LTE), promete revolucionar as telecomunicações móveis da mesma forma que a fibra óptica mudou para sempre as telecomunicações fixas.

1 – O que é o LTE?
O ‘Long Term Evolution’ (em português, Evolução a Longo Prazo) é uma tecnologia móvel, também conhecida como 4G, de elevada performance. Ou seja, permite velocidades mais rápidas e uma maior capacidade da rede móvel. É um projecto iniciado em 2004 para conceber um sistema de comunicações móveis de elevada performance, sendo o passo tecnológico para a quarta geração (4G) de tecnologias móveis. Assenta em duas vertente: rede rádio (LTE) e rede ‘core’ (Evolved Packet Core).

2. O QUE DISTINGUE O LTE/4G DO 3G?
As maiores diferenças do LTE face aos sistemas actuais, como o 3G, são o fornecimento de débitos mais elevados – com velocidades mais rápidas – uma maior eficiência no usodo espaço radioeléctrico. O LTE será a tecnologia do futuro para as redes móveis. Uma maior velocidade, rapidez e eficiência do espectro vão permitir responder ao crescimento de tráfego de dados previsto. O facto de suportar diversas larguras de banda tem especial importância numa altura em que a banda larga móvel tem tido um crescimento exponencial.

3. QUE “VELOCIDADES” PERMITE?
O LTE deverá ser disponibilizado de forma progressiva em modo FDD na Europa, com débitos máximos de 100/150 Mbits no ‘download’ de e 50 Mbits no ‘upload’ de ficheiros.

4. QUAIS AS NOVAS APLICAÇÕES QUE PERMITE?
O LTE permitirá abrir novas possibilidades em serviços e funcionalidades que requerem elevada capacidade e débitos de transmissão, como a difusão avançada de televisão via internet, jogos ‘online’ e web-conferências, num ambiente de baixa ou elevada mobilidade.

5. QUANDO ENTRARÁ NA FASE COMERCIAL?
Os especialistas acreditam que esta tecnologia arrancará em força já em 2011. Até agora as operadoras, como a TMN e a Vodafone, têm avançado com testes-piloto. A primeira foi a escandinava Telia Sonera, 14 de Dezembro de 2009 nas cidades de Estocolmo e Oslo. E a Samsung já criou um telemóvel que opera as duas redes em simultâneo

Fonte:  http://economico.sapo.pt/noticias/a-tecnologia-que-promete-revolucionar-os-telemoveis_98690.html